Menu fechado

Home

 

Comunidades Vivas tem a missão de dar voz aos cidadãos e promover cidades e comunidades resilientes, que valorizem a qualidade de vida, a saúde e o desenvolvimento sustentável e justo, através da co-criação de conhecimento, estratégias e soluções com o mapeamento participativo. É idealizado por Carolina Carvalho, planejadora ambiental, consultora e pesquisadora.

O que é o mapeamento participativo?

É o processo de construção de mapas com os cidadãos, mapas que contém suas histórias, dificuldades, necessidades, e até mesmo seus sonhos e planos para um futuro próximo. Estes mapas contém informações únicas, que são o conhecimento sobre um determinado local. Podem ser desenvolvidos com diversas ferramentas, desde papel e lápis até softwares inovadores. O mapeamento participativo tem a missão de tornar visível o conhecimento, a cultura e a história de um local, e assim, trazer melhorias para a qualidade de vida, soluções e estratégias para resolver problemas sociais e ambientais, melhorar os espaços públicos, conhecer a fundo o território e suas particularidades, para que as políticas públicas urbanas possam ser integradas com essas informações. Além disso, o mapeamento participativo vai de encontro com as metas do Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 11: Cidades e Comunidades Sustentáveis, cujo maior objetivo é tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis. Para acompanhar este trabalho mais de perto assine a Newsletter.

Atuação

Próximo curso de mapeamento participativo em 7 de agosto – Venha aprender como engajar pessoas em projetos inovadores!